quarta-feira, 6 de junho de 2012

Um vice do barulho


A notícia de que Adalberto Marcicano (PV) seria pré-candidato a vice prefeito de Ibiúna, em dobradinha com Professor Eduardo (PT), movimentou o cenário político. O "namoro" entre a dupla é antigo, porém, as pressões do PT ibiunense pela escolha de Antônio Carlos de Moraes (PTN) ou João Mello (PSD) para compor a chapa acabaram por adiar a consumação da parceria. Comenta-se, nos bastidores, que foi preciso uma postura firme por parte de Eduardo para que os companheiros de partido, finalmente, respeitasse sua decisão. Confirmada a escolha de Adal, o blog Panorama prontificou-se a entrevistar o pré-candidato. Homem que desconhece meias palavras, Marcicano fala sobre desenvolvimento, ataques políticos, erros da gestão Coronel Darcy, supostos casos de bairrismo e ataque à corrupção. O resultado você confere agora, em uma das entrevistas mais sinceras e polêmicas já publicadas por este blog.


Panorama: Como está sua expectativa com a coligação que viabilizou sua candidatura a vice do Professor Eduardo? 
Adal: A expectativa é das melhores. Estou muito contente de poder lutar por Ibiúna, ao lado de uma pessoa que possui os mesmos princípios que eu.

Após a vitória do Cel. Darcy, em 2008, velhos grupos políticos empreenderam forte campanha para desacreditar e desestabilizar qualquer opção de mudança de governo.Vocês estão preparados para possíveis ataques? 
Quem não está preparado para ataques não entra para administração pública. Gostaria que nos atacassem bastante, pois seria sinal de que estamos fortes, ninguém chuta cachorro morto. Quanto à vitória do coronel, o povo deve tentar mudar até acertar. O coronel morreu, mas não se vendeu. Se estivesse vivo, tenho certeza que Ibiúna não estaria desse jeito. Além do mais, ataques também servem para divulgar o nome, e quem não deve não teme. 

Você é conhecido por ter um temperamento explosivo e falar o que pensa. Não há receio de que essa sua característica entre em conflito com a personalidade apaziguadora do Eduardo? 
Acho o contrário. Formaremos uma grande dupla, pois um equilibra o outro. 

Você participou da campanha e do governo Darcy e, agora, participará do pleito ao lado do Eduardo. Quais foram os principais erros cometidos pelo Coronel e de que forma vocês pretendem evitar que isso se repita? 
O principal erro do coronel foi colocar cobra, para picar ele mesmo. Foi se amarrar antes com pessoas erradas e depois teve de dar cargos aos mesmos. Temos que ser rígidos e criteriosos na escolha da equipe. Tem que ser honesta, competente, e, sobretudo, técnica. Sobre isso, já conversei bastante com o professor. Em segundo lugar, temos que aplicar a lei de responsabilidade fiscal e não negociar dívidas do prefeito anterior. Temos que fazer uma grande reforma administrativa, renegociar todos os contratos da prefeitura e ter rigor total no controle de gastos e no combate à corrupção.

Adal e lideranças do PV
Em relação à Câmara, você acredita que após a experiência ruim de 2008, o eleitor deve escolher melhor seus representantes legislativos? 
Devem escolher com a mesma importância e responsabilidade com que escolhem o prefeito e o vice. Analisar seu passado, ver como cresceu na vida, o que já fez pela cidade, e o principal; refletir sobre qual é a sua intenção em ser candidato: se a prioridade é o município ou o próprio bolso. 

Quando se fala em esporte o assunto é quase sempre reduzido ao futebol e soluções simplistas, como reformas e construções de quadras e campos. Para você, qual seria a melhor maneira de pensar e gerir esse setor? 
O segredo do esporte está em investir nas escolas, em parceria com a educação. Oferecer infraestrutura e bons profissionais. Com muito pouco investimento consegue-se excelentes resultados. Costumo exemplificar da seguinte maneira: educação+esporte+cultura+alimentação=saúde e segurança.

À época de sua saída da administração, você declarou que não aceitava receber ordens de "pessoas de fora". Porém, a geração de emprego e renda - principal carência do município - depende diretamente da vinda de investimentos externos. A postura de ser contrário ou insubordinável a lideranças de outros municípios não entraria em conflito com as necessidades de Ibiúna? 
Uma coisa não tem nada a ver com outra. Não saí por não aceitar receber ordens de pessoas de fora, mas, sim, por não concordar como a atual administração estava administrando o dinheiro público. Não me importo em receber ordens de pessoas de fora, desde que sejam em beneficio de Ibiúna e não em beneficio próprio. 

Adal, na época do PSDB
Crédito: Ciro Borba
Ibiúna sempre foi refém de um sistema assistencialista em que os maus políticos estabelecem bases eleitorais onde poder público falha ou se omite. De que forma isso pode ser modificado? 
O assistencialismo só existe para manter o povo escravo do sistema. Só existe para manter os interesses pessoais. A prefeitura tem obrigação de prestar serviços de qualidade para a população. Quando isso não acontece é sinal de que a administração não investe onde realmente é necessário. Isso só pode ser modificado através de um redirecionamento dos recursos e prioridades. 

O orçamento de Ibiúna é bastante reduzido. Quais seriam as propostas e alternativas da coligação Eduardo e Adal para contornar esse problema?
Ibiúna necessita de um aumento de 20 a 30 milhões no seu orçamento anual, para prestarmos serviços de qualidade para população. Agora, como atingirmos isso é o segredo. Só com uma maior eficiência administrativa conseguiremos melhorar as receitas. Há muita perda de arrecadação, devido à desatualização no cadastro de contribuintes. Temos que realizar um levantamento que pode ser feito via satélite para atualizar os imóveis do município e regulamentar os loteamentos clandestinos, Além de incentivar a geração de renda através da nossa vocação natural que é a agricultura e o turismo. Também já existe um projeto de lei, por sinal de autoria do professor Eduardo, que incentiva a vinda de empresas ao município através da devolução de parte do ICMS, também temos que analisar. Mas, o principal seria um maior controle de gastos, pois de nada adiantaria aumentar a receita se não fecharmos os ralos do desperdício do dinheiro público e da corrupção. 


43 comentários:

  1. Faltou a pergunta que nunca se quer calar se que é sobre o verde já que ele é filiado ao Partido do Verde.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí Adal estamos com você.Ibiúna precisa de pessoas com pulso firme que acabe de vez com a corrupção e a bandalheira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado... aqui ele nos foi apresentado como candidato à Prefeito e não à Vice... por aí começaram as as "mentiraiadas"...kkkkkk, nem eles sabem o barco que vão navegar...kkkkkkkkk... dá pra confiar???!!!!

      Excluir
  3. Bruno, não conheço reportagem sua de outra editoria, todavia sua capacidade em produzir textos da área política é admirável, parabéns! Um abraço, e muito sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Toni!! Também curto muito escrever matérias policias. Nos tempos da Folha de Piedade fiz várias.
      Grande abraço.

      Excluir
  4. Necessariamente a nossa cidade está necessitando urgentemente de pessoas integra com competência para administrar, e já dá para perceber que essa dupla fará muito barulho, visto tratar-se de gente nossa filhos de Ibiúna oriundas de famílias tradicionais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao tem nenhuma garantia que por serem filhos de ibiuna e familia com tradicao vao ser bons ....o nordeste ta cheio de politicos de familias tradicionais e eles fazem o q tds ja sabemos....tem que ver os projetos e com quem vao se aliar para chegar ao poder

      Excluir
  5. Esse ano quero manter distância d política, isso me enoja cada dia mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Condordo com voce essa dupla de eduardo e adal me da vontade de vumitar dois metidos a besta

      Excluir
    2. Bruno porque voce nao põe a Dra Zirva na pesquisa ela é uma pessoa tão legal

      Excluir
    3. não fale oque os outros tenque fazer, vá la e faça

      Excluir
  6. esse negócio de representantes de famílias tradicionais é besteira. Se o cara for competente, pode ser até do Afeganistão. Ri quero é que Ibiúna caminhe para frente, independente se o cara é daqui ou não. Eu só vou votar no professor Eduardo por ELE mesmo, e não pelo Adal. Se a ordem fosse invertida, eu votaria NULO. Ibiúna já está cheia de ignorantes, gente estúpida e indiferente, um comportamento típico de muitos habitantes dessa cidade. Agora um prefeito nesse perfil, aí já é demais. Professor Eduardo, sim. E acho que não correremos risco de um raio cair duas vezes no mesmo lugar(morte do Professor Eduardo e Adal assumindo, afff).

    ResponderExcluir
  7. Concordo com o companheiro (a) acima porque não colocar o nome da Dra. ZIRVA na pesquisa se ela é pré-candidata, muito querida das mães de Ibiuna, afinal isso é democracia! Obrigada e parabéns Bruno pelo bom trabalho.

    ResponderExcluir
  8. Ibiuna nao precisa de ficha suja nem de forasteiro nem de oportunista que aparece pra pedir voto e depois some.Ibiuna precisa de gente da terra como esses dois que sao pessoas serias honestas e com projeto.Adal e Eduardo o povo esta com voces!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já disse que esse negócio de FORASTEIRO é segregação. FORASTEIRO que trabalha é bem vindo em nossa cidade. Aqui em Ibiúna está apinhado de VAGABUNDOS filhos da Terra que na 1ª oportunidade metem a mão geral. Se querem falar do Ex-secretário da saúde, dê nomes aos bois e não generalize porque ele é de fora, pois existem pessoas de bem que vem para Ibiúna e querem trabalhar com sinceridade pela cidade. E o fiel da balança aí é o professor Eduardo. Só.

      Excluir
    2. conheci eduardo fazem muitos anos...nao sei como ele ta agora mas achava ele do bem...agora tem q ver com quem vai se aliar para chegar ao poder ...pq msm ele do bem depois q chegar vai ter q dar o q os caras q ajudram ele quiserem...assim e a politica o resto de achar que o eleito quem vai mandar ...nao e nao vai depender dos seus aliados

      Excluir
    3. Onde ja se viu o professor eduardo aõ tem um carro e nem uma casa para morar seria um péssimo prefeito incompetente

      Excluir
    4. Ah, tá. então tem que ter patrimônio, já que o Professor Eduardo é pobre não serve para o executivo né? Tem que ter grana igual ao Fábio Bello que trabalhou "arduamente" e hoje tá rico pra caramba, João Mello que não teve "ninguém" em um certo período na prefeitura bancando a boa vida dele, Paulinho Niyama, Nélio Leite, Charles, entre outros que são bons de money estes sim, estão aptos para concorrer a prefeitura? Ah, faz favor.
      Tá cheio de vereadores que viviam numa pindaúba violenta quando assumiram o cargo em 2008 e hoje estão ostentando casarão, carrão, influência política para oprimir os opositores e alianças obscuras com a única intenção de lesar financeiramente o município. Estes políticos nesse perfil é que são bons?
      Então o fato de constatar que o professor Eduardo não conseguiu adquirir nem casa e nem carrão neste 4 anos de gestão legislativa(soma aí R$4.800,00 por 48 e calcula se dá pra comprar casas, carros e patrimônios diversos e ainda ostentar poder perante a sociedade) comprova que o sistema $$$$$$$$ não o corrompeu.

      Excluir
    5. Não sei nem porque estou me metendo nesta discussão. Mas, o Executivo carece de um bom administrador, um empreendedor, acredito que é nesse sentido que a falta de bens do professor Eduardo está sendo avaliada. O que ele já administrou? O que ele empreendeu? É uma pessoa de bem, mas se não conseguiu grandes emprendimentos próprios, conseguirá emprender o público? Tenho grandes dúvidas, mais que grandes na verdade. Por outro lado, o Adal, embora tenha tido grande "apoio familiar", conseguiu traçar um caminho próprio, pelo menos em relação as suas iniciativas frente ao Clube e ao Guarani, mas tambem pára por aí no quesito empreendedorismo. Mas como diz o ditado, quem sai ao seus não dejenera, que sabe ....

      Excluir
    6. Talvez seja esse o perfil de vida que eles adotaram(Adal e Professor Eduardo). O fato deles não correrem desenfreadamente por CIFRÃO não quer dizer que que eles não tiveram metas, sonhos e expectativas. Talvez os valores que eles privilegiaram em suas vidas foram outros como a família, por exemplo. Não ter um comércio, um estabelecimento qualquer não quer dizer que você não saiba administrar. Outra coisa: um já foi secretário de Esportes e outro vereador. Já tiveram oportunidade de trabalharem pela sociedade e deram a sua contribuição. No meu conceito eles foram bem. Nada mais justo do que tentarem o executivo. Melhor que os demais nomes que vemos por aí eles são disparados.

      Excluir
  9. O mais importante é que esses dois vão dar uma surra no rato belo rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  10. Não tenho nada contra os dois,mas quanto ao prof.muitos falam que nossa cidade esta neste caos por causa dos forasteiros,concordo....mas pergunto:quem aprovou juntamente com os outros vereadores as emendas,contratos emergenciais e outras coisinhas mais,coisinhas que somente ajudaram a alguns.....não adianta ele tirar o dele da reta,foi conivente com a robalheira e toda sujeira que ainda continuam fazendo com a nossa cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, sabe qual era o apelido do Professor Eduardo na câmara de vereadores de Ibiúna? "NOVE A UM". "Olha lá, pessoal, lá vai o 9x1, kkkkkkkk". Será que um cara só tem como fazer algo entre nove plenamente orquestrados?
      Agora me diz se ele comeu da mesma lavagem dos demais. comeu? Então o nome dele é o melhor hoje.

      Excluir
  11. Eu gosto do professor mas ele errou no vice.Acho que João Mello era melhor para eles colocarem Ibiúna nos trilhos.Dr.João é médico, inteligente e jovem.O parceiro ideal para o Eduardo sair de vice.Mesmo assim voto nele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Mello de vice do Professor Eduardo? Deus que nos defenda! Saí, zica Exú-estoura-ruela! O Adal não é nenhum santo, mas comparado ao João ele poderia até ser canonizado neste exato momento pelo Vaticano. Deixa como está, véio. Não revira que pode feder.

      Excluir
    2. médico? inteligente? jovem? - porque essas seriam as características de um bom vice?

      Excluir
  12. Ah, tá. então tem que ter patrimônio, já que o Professor Eduardo é pobre não serve para o executivo né? Tem que ter grana igual ao Fábio Bello que trabalhou "arduamente" e hoje tá rico pra caramba, João Mello que não teve "ninguém" em um certo período na prefeitura bancando a boa vida dele, Paulinho Niyama, Nélio Leite, Charles, entre outros que são bons de money estes sim, estão aptos para concorrer a prefeitura? Ah, faz favor.
    Tá cheio de vereadores que viviam numa pindaúba violenta quando assumiram o cargo em 2008 e hoje estão ostentando casarão, carrão, influência política para oprimir os opositores e alianças obscuras com a única intenção de lesar financeiramente o município. Estes políticos nesse perfil é que são bons?
    Então o fato de constatar que o professor Eduardo não conseguiu adquirir nem casa e nem carrão neste 4 anos de gestão legislativa(soma aí R$4.800,00 por 48 e calcula se dá pra comprar casas, carros e patrimônios diversos e ainda ostentar poder perante a sociedade) comprova que o sistema $$$$$$$$ não o corrompeu.

    ResponderExcluir
  13. Tem gente morrendo de medo dessa dupla.Senta a taquara neles gente!

    ResponderExcluir
  14. Bruno, essa acaba de sair do forno. Mais uma dupla irá lançar candidatura para o Executivo Municipal. Paulinho Sasaki e Nélio Leite irão anunciar a candidatura ainda esta semana, para os cargos de prefeito e vice, respectivamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duvido que o Paulinho e o Nélio tenham coragem de bater de frente com o Fábio Bello os dois vivem puxando o saco dele. Agora ia ser legal se o Paulinho Sasaki não saisse candidato a vereador, onde o Pedrão iria conseguir mais de 3 mil votos pra legenda? É tem muito mais coisas entre o céu e a terra. Quem não se cercar vai dançar

      Excluir
  15. ESSA DUPLA PRA MIN NASCE MORTA,FALANDO DO ADAL... FICOU OITO ANOS METENDO O PAU NA ADMINST "FABIO BELLO" SOBRE UM ESGOTO NA MARGINAL, TEVE (TREIS ANOS) PRA RESOLVER O PRBLEMA E NADA FEZ, FALTA DE COMPETENCIA??? PRA VC VER MEU AMIGO, FACIL FALAR O DURO E RESOLVER... MEU AMIGO, ALI O CARA TEM QUE TER O G ROXO CHAPA

    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  16. Mas o que tem ver o Adal, secretário de esporte por 3 anos com o Fábio Bello que foi PREFEITO POR 8 ANOS? O prefeito sim teria como resolver esse problema da Marginal. E outra: Quem entrou como prefeito foi o Coiti, e não o Adal. Analisando nas devidas proporções do seu raciocínio chego a conclusão que o Fábio sim, foi um MAU ADMINISTRADOR com certeza, senão ele teria colocado o Nélio Leite como seu sucessor em 2008, que ficou em 3º na contagem final daquela eleição. Foi a RESPOSTA DO POVO. Se ele(Fábio Bello) CONSEGUIR sair como prefeito nessa eleição, ele vai tomar o maior Pau nas urnas que vai ter que sair de Ibiúna com o rabo entre as pernas(também).

    ResponderExcluir
  17. BEM VAMOS AO QUE INTERESSA: SÓ PELO FATO DO BELLO NÃO PODER SAIR OU MELHOR NÃO SER PREFEITO NUNCA MAIS, QUE GANHE QUEM TIVER MAIS COMPETÊNCIA PARA CONQUISTAR O POVO! EIS QUE FÁBIO BELLO NUNCA MAIS! ABRAÇOS A TODOS E PARABÉNS BRUNO!!!

    ResponderExcluir
  18. HAHAHA ERA SÓ O QUE FALTAVA PT NO PODER E AINDA O PROFESSOR QUE NÃO TEM AUTORIDADE SE QUER PRA MANTER UMA SALA COM 20 ALUNOS EM ORDEM AS AULAS ERAM OTIMAS POREM UMA ZORRA IMAGINEM A PREFEITURA CHEIAS DE COBRAS CRIADAS E A CORJA REUNIDA SERIA MIS UM corruPTo PRA MIM QUEM SE CALA E NÃO DENUNCIA TBM FAZ PARTE DA QUADRILHA QUE DESDE 2008 TA METENDO A MÃO EM NOSSA CIDADE DO BELLO NEM VO FALAR DE 2000 ATÉ 2008 ME FALA UMA OBRA QUE ELE TENHA FEITO QUE SEJA EXEMPLO?? UMA ??? FUI TENHO MAIS O QUE FAZER

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo não confunda competência com autoritarismo.

      Excluir
  19. SOU TOTALMENTE CONTRA ESSE VICE DO PROFESSOR EDUARDO!!!ISSO É UM ABSURDO!!!O QUE ESSE HOMEM TÊM DE VISÃO???ME DIGAM!!!ONDE JÁ SE VIU...SÃO PAULO INTEIRO PASSA NOS FINAIS DE SEMANA NESTA MARGINAL, E ESSE SEM NOÇÃO, MANDA FAZER UMA CICLOVIA!!!???ELE NÃO PENSA NO PROGRESSO DA CIDADE!!!SE FOSSE UM HOMEM DE VISÃO PREOCUPADO COM O PROGRESSO DE IBIÚNA, TERIA APROVEITADO A OPORTUNIDADE, E TIVESSE MANDANDO DUPLICAR ESSA MARGINAL, QUE HOJE É UMA DAS MAIORES VERGONHAS DE NOSSA CIDADE, E A MAIOR ROLETA RUSSA PARA NOSSOS MORADORES E VISITANTES!!!É SÓ VERIFICAR NA DELEGACIA O MAIOR INDICE DE ACIDENTER QUE EXISTE NESTA MARGINAL!!!E ESSE RIDÍCULO,VEM QUERER´USAR ESSA CICLOVIA COMO PLATAFORMA DE GOVERNO???IBIÚNA ESTÁ PERDIDA!!!TENHO PÂNICO, DE VER TANTA INCOMPETÊNCIA E GENTE DESPREPARADA PARA ADMINISTRAR ESTA CIDADE!!!A POPULAÇÃO DEVERIA EXIGIR DESSES CANDIDATOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA!!!PARA DEPOIS SE METEREM A SER POLÍTICOS!!!FAÇA ME O FAVOR O MINISTÉRIO PÚBLICO,TÊM QUE VER ASSAS BARBÁRIES EM IBIUNA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amiga, que tal estudar um pouco para descobrir que existem outros meios de transportes que não são movidos a restos de animais e plantas. A ciclovia é de extrema importância para qualquer cidade que deseja se desenvolver. Estude mais sobre soluções saudaveis para mobilidade.

      Excluir
  20. BRUNO ATÉ A PRESENTE DATA, NÃO VEJO NENHUMA OPÇÃO BOA DE POLÍTICO CAPAZ DE ADMINISTRAR ESTA CIDADE!!!!ACHO QUE ESTAR PARA NASCER, ALGUÉM QUE TENHA CAPACIDADE E VONTADE DE MUDAR A HISTÓRIA DE IBIÚNA...

    ResponderExcluir
  21. Mas e aí Bruno? O Adal ainda é candidato? A história que rola na cidade é que a "situação" quer ganhar no tapetão, eliminando candidatos e angariando legendas. Dizem a língua solta que o Niyama "surrupiou" o PV e que a convenção será anulada. Isso procede?

    ResponderExcluir
  22. Já tô até sabendo que o PT já está procurando outro vice, pois a cúpula do partido dos Trabalhadores não queria o Adal e essa situação indecisa de "com quem" está o PV agravou ainda mais o conceito do partido perante os petistas. Então, Brunão, apura essa notícia aí e posta no blog. Essa matéria do "vice do barulho" já é coisa do passado. Vamos pra frente.

    ResponderExcluir
  23. Se já está deste jeito, antes desse homem Prof Eduardo ser eleito...imagina se este senhor pega o poder!!!Essa raça vai se engalfinhar em praça pública kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Triste para o Povo de Ibiúna que vai pagar a conta, se tiver um outro Coronel Darcy na Prefeitura....Que saber???Deixa esse Paulinho da Saúde no poder!!!Assim ele coloca essas corjas no lugar deles!!!Todo esses sanguessugas vão ficar bem longe da Prefeitura, pq pelo que ví da administração Coiti/Paulinho da saúde,ninguém se mete a besta a cantar de galo, que ele põe pra correrkkkkkkkkkkkkkkk Prefiro o forasteiro, a esses sem noção metidos a sabidos!!!rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  24. Coiti pode até ser político, mas é gente do bem! Conflitos politicos que cegam ou desviam a atenção dos eleitores, faz parte de ano eleitoral! Não voto em SP, sou gaúcha de Porto Alegre lutando por Ibiúna porque tenho interesses próprios no fomento do turismo rural! contudo, Prof. Eduardo não mediu minha capacidade eleitoral e me enxergou com o respeito às minhas tradições, ao trabalho que desenvolvi em Ibiúna, não me pediu nada em troca, pelo contrário só me ajudou porque eu estava ajudando Ibiúna, do contrário não faria nada! Ser pobre, como li comentarem aí nesses posts anteriores é a maior prova de que viveu dentro do salário que lhe foi justo!!! Se houvesse algum tipo de enriquecimento rápido, esse sim seria a marca oficial da corrupção que sempre assola todas as portas políticas! Coiti também acompanhei de perto e nunca deixou de fazer o melhor que podia pela cidade, e ainda ficava furioso quando descobria que alguém da Prefeitura faltasse com a ética e o bom andamento do poder público que lhe era confiado! Ibiúna sabe, todos os candidatos também sabem que o prof. Eduardo será o novo Prefeito de Ibiúna e quanto ao Paulinho da saúde que acompanhei nos últimos tempos suas ações, este deverá surgir no cenário de candidato nessa eleição até que na próxima tenha feito uma caminhada bem marcada de muitas outras ações para a cidade, para fincar a certeza de que não agiu apenas para fins eleitorais! Prof. Eduardo deverá marcar uma administração pública em Ibiúna com atributos ainda pouco ou nada conhecidos por esse povo, onde o melhor caminho é a ética, a moralidade e a honra de fazer parte de um povo que acredita e confia no seu professor!

    ResponderExcluir

Seu comentário foi enviado e, em breve, será publicado.